Blog

home / blog

Mais Posts

23

Set.

Conjuntivite: preciso me preocupar?

 

 

Caracterizada por uma inflamação na membrana que recobre a esclera (cor branca) dos olhos e região interna das pálpebras, a conjuntivite é uma patologia que pode ser contagiosa e disseminar-se facilmente na população. Portanto, necessita de cuidados e precauções.

Os dois principais tipos são: alérgica, que ocorre, principalmente, após indivíduos susceptíveis entrar em contato com animais domésticos, poeira e pólen; e infecciosa, que é a mais conhecida.

Nesse último caso, a transmissão da doença ocorre através do contato com mãos ou objetos contaminados. Os agentes causadores são: vírus, bactérias ou fungos (mais raro).

Independentemente de qual possa ser o tipo de conjuntivite, é preciso estar atento para procurar um especialista que possa auxiliá-lo nesse processo.


QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS?

O prurido (coceira), o lacrimejamento, a secreção clara ou amarelada, a ardência (“sensação de areia”) e a hiperemia, como é chamado o avermelhamento dos olhos, são sintomas importantes que devem ser observados pelo paciente.

Vale lembrar que não necessariamente todas essas características irão acontecer ao mesmo tempo. Elas podem aparecer isoladamente.


É PREOCUPANTE?

Um fator que pode dificultar a cura da doença acontece quando o indivíduo coloca as mãos sujas ou contaminadas nos olhos. É importante o paciente lavar frequentemente as mãos e evitar contato com pessoas infectadas ou com algum agente que possa desencadear alergia.

Normalmente, essa patologia dura de três a dez dias e, em geral, não deixa sequelas. Porém, existem outras doenças graves, nos estágios iniciais, que se assemelham a conjuntivites. 

Portanto, é fundamental o oftalmologista avaliar cada caso para diagnosticar e tratar corretamente a enfermidade.


ONDE E COMO TRATAR?

O paciente que faz uso de lentes de contato deve interromper o uso imediatamente e usar apenas os óculos durante o tratamento. Em virtude da possibilidade de infecção da lente, essa precisa ser descartada para não agravar o problema. Os casos de conjuntivites bacterianas podem ser tratados através de compressas com água filtrada gelada, colírios antibióticos e lubrificantes oculares.

Se você está passando por isso ou conhece alguém que se identifique com o problema, o Centro Oftalmológico Mabtum pode ajudar. Fundado em 1978, pelo Dr. Jamil Mabtum, o local apresenta profissionais altamente competentes, possui unidade ampla e bem equipada.

Além disso, o estabelecimento realiza exames e consultas a preços acessíveis e realiza diversas cirurgias e procedimentos oftalmológicos em busca de melhorar a saúde e a qualidade de vida do paciente.


Agende agora mesmo um horário para ser atendido por nossa equipe!
 

Agende no WhatsApp Agora!
×