Oftalmologista em Ribeirão Preto | Oftalmo Mabtum

AGENDE SUA CONSULTA

(16) 3623.0406

De segunda a sexta das 7h30 às 19h

(exceto 4ª feiras, até às 18h)

Sábado 7h às 11h30

Blog

home / blog

Mais Posts

07

Junho

Junho Violeta e a prevenção do ceratocone

 

 

O ceratocone é uma doença corneana progressiva, identificada quando ocorre o afinamento do estroma (camada mais espessa da córnea) acompanhado de protrusão apical (em forma de cone) e astigmatismo irregular.

É mais comum na infância e adolescência, sendo relacionada também ao hábito crônico de coçar os olhos.

Além disso, é comum estar associada à síndrome de Down, síndrome de Turner, amaurose congênita de Leber, prolapso de valva mitral, retinose pigmentar e síndrome de Marfan.

O diagnóstico é feito através de um exame biomicroscópico com lâmpada de fenda, com atenção para localização do afinamento da córnea, estrias de vogt (linhas de tensão verticais na córnea posterior) e anel de fleischer (depósitos epiteliais de ferro na base do cone).

Outros exames utilizados para esse diagnóstico são a retinoscopia (reflexo em tesoura) e, principalmente, pela topografia (ou tomografia) corneana, que pode indicar o aumento de curvatura associado a astigmatismo irregular.

Como saber se estou com ceratocone? Fique atento aos sintomas abaixo:
• diminuição da visão na infância e adolescência;
• mudança frequente de óculos;
• hábito crônico de coçar os olhos;
• alergias (rinite alérgica, sinusite);
• olhos sempre vermelhos e inflamados;
• síndrome de Down, Turner, Marfan, amaurose de Leber, Retinose Pigmentar;
• histórico familiar de ceratocone;
• diminuição súbita da visão com dor, fotofobia e lacrimejamento (hidropsia aguda é a ruptura da membrana de descemet que pode ocorrer em pacientes com ceratocone gerando um edema corneano agudo);
• aumento frequente e rápido da miopia e do astigmatismo.
 
Como toda e qualquer alteração ocular, patológica ou não, quando identificada precocemente apresenta melhor prognóstico e tratamento.

Existem tratamentos para o ceratocone, que devem ser recomendados e acompanhados por um médico oftalmologista especialista.

Dúvidas? Entre em contato conosco e agende uma consulta!

FONTE: https://www.cboo.org.br/

Agende no WhatsApp Agora!
×