Blog

home / blog

Mais Posts

16

Abril

Hipermetropia: Entenda o que é e quais os sintomas desse vício de refração

A hipermetropia é uma condição ocular comum em que os objetos próximos parecem borrados, mas a visão fica melhor quando os olhos tentam focar em coisas mais distantes. Se você sentir que seus olhos estão cansados com frequência e tiver problemas para enxergar objetos próximos aos seus olhos, você pode ter hipermetropia.

 

 

Se desejar conhecer mais sobre a hipermetropia, acompanhe o artigo a seguir e descubra outras informações relevantes, incluindo causas, sintomas e tratamentos.
Boa leitura!

CAUSAS
Em uma pessoa com visão normal, os olhos focalizam a luz diretamente na retina (a "tela" que fica localizada na parte posterior do olho). Em geral, a hipermetropia ocorre quando o olho é menor do que o normal.

Esse vício de refração impede que a luz se concentre diretamente na retina. Assim sendo, a luz se concentra atrás da retina, o que faz com que objetos próximos pareçam borrados.

SINTOMAS
Os sintomas variam dependendo da idade do paciente e da gravidade do erro de refração. Uma pessoa pode ter hipermetropia e não ter qualquer sintoma — uma pequena quantidade de pacientes jovens consegue corrigir o problema pelo mecanismo de acomodação (contração do músculo ciliar e aumento da curvatura do cristalino), sem produzir quaisquer sintomas.

 

 

Às vezes, mesmo o paciente enxergando muito bem, a hipermetropia pode causar  astenopia (cefaléia, fadiga ocular) devido aos esforços constantes de acomodação.

A astenopia pode provocar dor de cabeça frontal ou nas têmporas, discreta  aversão à luz e lacrimejamento. Esses sintomas pioram ao longo do dia e são agravados pelo trabalho próximo prolongado.

DIAGNÓSTICO
Um exame oftalmológico completo realizado por um especialista pode facilmente detectar a hipermetropia. Mesmo se você não tiver sintomas de hipermetropia, é uma boa idéia realizar uma consulta. 

TRATAMENTOS
O tratamento mais simples para hipermetropia é usar lentes corretivas, óculos ou lentes de contato. Outra opção é a cirurgia — embora a maioria das cirurgias corretivas sejam feitas para tratar a miopia, elas também podem ser feitas para hipermetropia.

 

 

Duas cirurgias comuns para corrigir a hipermetropia incluem:

LASIK (ceratomileuse in situ assistida por laser): neste procedimento, o oftalmologista primeiro faz uma delaminação da córnea.  Em seguida, usa o excimer laser para remover as camadas internas da córnea e alterar sua forma, melhorando, assim a sua visão.
PRK (ceratectomia fotorrefrativa): esta técnica consiste na remoção do epitélio (estrutura mais superficial) da córnea e, a seguir, aplicação do excimer laser. Ao final da cirurgia, o médico coloca, temporariamente, uma lente de contato no paciente.  


Conheça o nosso Centro Oftalmológico e agende uma consulta para saber se você tem hipermetropia.

Entre em contato conosco agora mesmo!


 

Agende no WhatsApp Agora!
×