Blog

home / blog

Mais Posts

19

Junho

Miopia x Hipermetropia: qual a diferença entre os dois?

 

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os problemas de visão mais comuns enfrentados pelas pessoas, em geral, são: miopia e hipermetropia.

Apesar de serem distúrbios que atingem a maioria dos usuários de óculos, poucas pessoas sabem, de fato, quais são as diferenças entre miopia e hipermetropia, o que pode afetar o seu julgamento em relação aos sintomas sentidos. Para que não restem dúvidas, no texto de hoje abordamos as principais.

Acompanhe!


MIOPIA

Se você faz um enorme esforço para enxergar objetos distantes, como placas de sinalização e letreiros, então, é provável que esteja sofrendo de miopia. De acordo com especialistas, a miopia é um problema que limita, principalmente, a capacidade de enxergar objetos que estão situados distantes de quem olha.

Os estudiosos explicam que o olho do míope é maior do que o normal no sentido longitudinal e, a imagem se forma antes da retina. Para corrigir este problema, recomenda-se a utilização de lentes que fazem os raios divergirem para se formarem na retina.


HIPERMETROPIA

Se você tiver idade inferior a 40 anos e enxergar perfeitamente objetos distantes, mas tiver dificuldade para ver de perto, tendo assim dificuldade para ler, por exemplo, um jornal ou livro, então, é provável que tenha hipermetropia.

A hipermetropia consiste, principalmente, na falta de capacidade da visão de enxergar objetos situados perto de quem olha. Além disso, o olho é menor do que o normal no sentido longitudinal e, consequentemente, os raios do objeto formam uma imagem atrás da retina.

A correção deste problema se dá pelo uso de lentes convergentes que fazem os raios se formem na retina.


HIPERMETROPIA, MIOPIA E ASTIGMATISMO

É importante destacar que a hipermetropia e a miopia não são distúrbios de visão isolados.  Embora raro, uma pessoa pode ser acometida pelos dois problemas, mas nunca em um só olho. Essa impossibilidade decorre de que seria impossível um olho ser longo (noção de grandeza) e pequeno ao mesmo tempo ou ter a imagem formada antes e depois da retina.

Para os especialistas, o que pode acontecer é, no máximo, uma pessoa apresentar problema de visão de hipermetropia e astigmatismo ou miopia e astigmatismo (vista embaçada). 

Em todo caso, convém ressaltar que é importante cuidar da saúde ocular e fazer exames oftalmológicos com regularidade.

Recomenda-se consultar um médico especialista:

— A cada seis meses nos dois primeiros anos de vida e, nesta mesma frequência, no caso de pessoas com problemas oculares ou com histórico familiar;

— Uma vez ao ano após os dois anos de idade. Isso inclui crianças, jovens, adultos e idosos.

Quando a visão é comprometida, podem surgir outros problemas, como dores de cabeça, sensação de cansaço e olhos vermelhos, prejudicando, assim, o seu rendimento tanto no trabalho como na escola ou faculdade. Por isso, é muito importante estar atento à sua saúde ocular!


Já que está aqui, aproveite o momento e agende a sua consulta em nosso site.

Teremos o maior prazer em garantir que veja o mundo da melhor maneira possível!

 

Agende no WhatsApp Agora!
×