Blog

home / blog

Mais Posts

06

Junho

Retinopatia diabética: quais os sintomas e como tratar essa doença?

A retinopatia diabética é uma complicação do diabetes que afeta os olhos, causando danos aos vasos sanguíneos que ficam na região posterior do olho, na retina. Segundo dados do Hospital Albert Einstein, é um problema de saúde que acomete mais de 140 mil brasileiros por ano.

 


 

Para conhecer melhor essa doença, os seus sintomas e tratamento, acompanhe nosso artigo:


RETINOPATIA DIABÉTICA

A retinopatia diabética é uma doença que afeta os pequenos vasos da retina, estrutura do olho responsável pela formação e envio das imagens ao cérebro. O surgimento dessa patologia está relacionado ao tempo de duração do diabetes e ao descontrole da glicemia.

Quando há descontrole de glicemia, há uma série de reações no organismo, e uma das complicações é a alteração na retina (hemorragias, exsudatos, edema macular).

É importante destacar que o diabetes pode causar modificações em sua visão, mesmo que o paciente não tenha retinopatia diabética — as mudanças rápidas na taxa de glicose no sangue podem fazer com que a visão fique “desfocada” ou “manchada”. Por isso, é preciso realizar consulta com oftalmologista para identificar o problema através de uma análise clínica e de exames específicos (tomografia de coerência óptica e angiofluoresceinografia).


SINTOMAS

De acordo com especialistas, a retinopatia diabética não apresenta sintomas nos estágios iniciais. Por isso, as pessoas que têm diabetes devem consultar um oftalmologista ao menos uma vez ao ano. Assim, é possível identificá-la a partir de uma análise clínica/oftalmológica mais apurada.

O exame com a pupila dilatada permite que o especialista consiga visualizar se houve alguma alteração no fundo do olho, região onde a retina está localizada.

Conforme a doença avança, alguns sintomas podem surgir, dentre eles podemos destacar os seguintes:
- Pontos ou manchas pretas na visão incomodando o paciente;
- Visão embaçada;
- Alteração ao exame de refração (“grau de óculos”)
- Visão que altera periodicamente, indo de borrada para clara e de clara para borrada;
- Visão noturna prejudicada, devido às manchas escuras que flutuam na visão;
- Perda progressiva da visão periférica.


TRATAMENTO

O tratamento da retinopatia diabética é definido em razão do estágio da doença e, geralmente, tem como objetivo retardar a sua progressão, de modo que o paciente tenha uma melhor qualidade de vida.

Nos estágios iniciais da retinopatia diabética, o tratamento indicado é a monitorização regular com um especialista. É comum que o médico recomende que o paciente mude o seu estilo de vida, buscando com isso controlar os níveis de glicemia no sangue, bem como outros fatores que contribuam para o agravamento da doença.

Nos casos mais graves, como na retinopatia diabética proliferativa ou edema macular, o profissional pode recomendar injeções intra-vítreas (“dentro do olho”), procedimentos com laser ou cirurgia de vitrectomia.


Se você acha que possui alguns dos sintomas da retinopatia diabética, agende uma consulta com um de nossos profissionais. Cuide da sua saúde ocular entrando em contato conosco agora mesmo!

Agende no WhatsApp Agora!
×